Paz e tranquilidade em São Paulo

>> segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Confesso que neste final de semana passei longe da cozinha. O calor estava demais. Não conseguia nem pensar em ficar próxima ao forno ou fogão. Minha vontade era de sombra e água fresca, com silêncio - por favor. Assim, eu e o Príncipe Encantado saímos em busca disso.


Na verdade, quando saímos de casa já sabíamos exatamente onde ir. Refiro-me ao Solo Sagrado. Um espaço religioso da igreja messiânica localizado no extremo da Zona Sul de São Paulo. Já falei deste lindo lugar nesta postagem aqui

O local é aberto ao público em geral, mas não é um parque. “É um lugar que promove a elevação dos sentimentos, num ambiente artístico, que une a beleza natural com a beleza criada pelo homem.”

Cada canto tem seu encanto com sua vasta e rica flora. Vê-se muitos caminhos ladeados por diferentes espécies de arbustos, árvores e flores.



Os recantos acima são próximos ao refeitório do Solo Sagrado. O Solo Sagrado tem uma lanchonete (terceirizada) e um refeitório. Não recomendo a lanchonete porque a comida que oferecem não é saudável. Por outro lado, no refeitório é possível saborear pratos simples e extremamente saborosos, preparados pela equipe do Solo. Esta equipe utiliza ingredientes orgânicos, conferindo um sabor delicioso a cada prato. Fique atento ao horário de almoço para visitantes, que é somente entre 12:00h à 13:00h.


 O Solo Sagrado também cantos aquáticos, como lago para carpas e espelhos d'água.
 Não é a primeira vez que vamos ao Solo Sagrado. Mas confesso que me surpreendi com a quantidade de arbustos floridos. É a Primavera dando seu ar da graça neste lugar tão maravilhoso!
 Esta bela vista é da represa do Guarapiranga. De longe vê-se lanchas, jet-skis e pessoas praticando Windsurf.
 Este é o majestoso templo do Solo Sagrado onde realizam-se as cerimônias religiosas.
 Aqui estão os belos canteiros de flores. No Solo Sagrado há muitos canteiros de flores plantadas simetricamente e harmoniosamente. Lá cada detalhe tem uma surpresa para admirar, sempre nos integrando com a natureza.


 Este é um caminho das águas nos leva a um cantinho muito especial: a Praça do Amor.
A Praça do Amor é um recanto coberto, com banquinhos - alguns ao sol, outros à sombra. Deixamo-nos ficar pelos bancos, ouvindo uma música ambiente muito suave.









Por todo o parque há bebedouros com água fresca. Percebe-se que a preocupação com o bem-estar do público é primordial.







Você gostou do passeio virtual? Garanto que "ao vivo" é muito melhor. Lembre-se que grande parte do Solo Sagrado fica ao ar livre. É recomendável levar boné ou chapéu, filtro solar e capa de chuva (se for o caso). Evite trajes e calçados que dificultem o passeio (ex: salto alto). Todo passeio é feito a pé. Não é permitido transporte por intermédio de carro.

Para quem não gosta de natureza e silêncio, passe longe. A propósito, não é permitida a entrada com animais, bebidas alcoólicas, bicicletas e motocicletas, visitantes com trajes de banho e/ou  sem camisa. É proibido banhos na represa e nos lagos do Solo Sagrado, jogar bola, empinar pipas, andar de patins ou skate.

É um lugar para meditação e relaxamento. Um paraíso para quem busca paz e tranquilidade na cidade de São Paulo.

Bom passeio!

Ah, já ia esquecendo... Dentro do Solo Sagrado, próximo ao espaço de exposições, há uma pequena livraria com livros muito interessantes sobre assuntos espiritualistas e também culinária com base em alimentação natural. Adquiri o livro abaixo, "Alimento Vivo" da Fundação Mokiti Okada. Um livro curto, de leitura rápida e com sugestões muito interessantes de receitas e hábitos alimentares.


Boa semana e beijos
Paula

14 comentários:

Patricia Merella 13 de outubro de 2014 08:38  

Querida,Paz...é o que sinto a ver estas imagens.Tudo tão bem cuidado,flores,flores e flores por todo lado e ainda se ver o o mar.Amei,feliz semana,beijinhos

Josy 13 de outubro de 2014 09:22  

Paulinha querida, esse post me fez lembrar que vim aqui te conhecer e conhecer o seu blog, a primeira postagem sua que vi foi sobre o Solo Sagrado. Olha só como o tempo passa não? Que delicia de lugar, adoro Natureza, silencio, e só o som das folhas ao vento, o piar dos pássaros, é pra mim uma dádiva. Belas fotos amiga. Beijinhos, ótima semana

Andrea Bitencourt 13 de outubro de 2014 11:24  

Olá Paula!!
Para ter inspiração, é necessário recarregar as energias, ter paz, respirar fundo...e tenho certeza de que este lugar te deixou nova em folha! Obrigada por compartilhar as fotos com a gente, já ouvi falar deste lugar mas ainda não tive oportunidade de conhecer!
Beijos e ótima semana pra ti!! =)

Fla 13 de outubro de 2014 12:50  

Que delícia de lugar.
Me transmitiu uma paz só de olhar suas fotos e ler seus relatos.
Adorei mesmo!
Dica super anotada!
Beijos,
Fla - www.artenacozinha.com

Gabriela Rodrigues 13 de outubro de 2014 13:26  

Oi Paula!!

Eu tbm adoro o Solo Sagrado, mesmo tendo ido só 2 vezes, uma a trabalho e a outra pro nosso ensaio de fotos das Bodas de papel, vc já viu? As fotos estão lá no acervo do blog!
É um lugar realmente lindo e que nos transmite muita paz!!! Vou ver de ir qualquer dia desses pra almoçar tbm!

Beijos!!!
Gábi

Cintya Maria Pedroso Ferrari 13 de outubro de 2014 17:05  

Nossa! Que delícia de passeio!
Tranquilidade e beleza quando juntas sempre nos fazem muito bem. Garanto que vcs saíram daí revigorados! E como isso é bom!
Não conhecia o local! Adorei as dicas!
Obrigada, Paula!
bjs

Rafaela - Conversa na Cozinha 13 de outubro de 2014 19:06  

Nossa Paula, que delícia de lugar!

Vai pra minha lista de lugares pra conhecer, com certeza!

Adorei te conhecer viu!
Vamos manter contato!

Bjo, Rafa

Beth/Lilás 14 de outubro de 2014 01:44  

Querida Paula, estou encantada com este lugar, nunca ouvi falar e agora quero conhecer o quanto antes!
Que maravilha! Vocês fizeram muito bem em ter ido pra lá, fugindo do calor da cozinha e aproveitando para reenergizar o corpo e alma.
Os japoneses sempre com um toque lindo de viver, por isso se mantém este lugar tão especial.
Vou compartilhar este seu post no Face para que outras pessoas conheçam, principalmente quem não é de S.Paulo.
um grande abraço carioca

Mauj Alexandre Imamura Gonzalez 14 de outubro de 2014 13:20  

que lindo!!! eu so conheço por fotos, dos amigos q são messiânicos. os solos sagrados do Japão eu conheço e te digo q são mesmo um pedaço de paraíso. é tudo tão bonito, muda de cara a cada estação. vale mesmo a visita. qdo for em SP com certeza irei.
seu blog, sempre especial
bjos

Ana Maria Braga 17 de outubro de 2014 16:17  

Que lugar lindo!!!Não conhecia e adorei o passeio virtual.
Que bom ficar num local desses.
Bjs e ótimo final de semana.

Josy 18 de outubro de 2014 17:59  

Paulinha querida, tem um selinho pra vc no meu blog, mas por favor sinta-se a vontade para pegá-lo ou não, pois sei que nossa vida é uma correria. Beijinhos, ótimo final de semana miga

Gélia Carvalho 20 de outubro de 2014 09:28  

Oi Paula, eu moro bem pertinho do solo sagrado acredita! menos de 15 minutos de carro e só entrei uma vez bem rapidinho, mas uitos amigos vão la tirar fotos para album de casamento etc, inclusive eu vou tirar umas fotos de família la, se der tempo ainda este ano.

Tão bom ver estas fotos aqui, acho importante valorizar o que temos em nossa cidade, estado, país e não só turismo em outros lugares, falei disso mum post que fiz a respeito do MASP, quantas pessoas vem conhecer o MASp e nós Paulistas (no caso eu sou mineira kkk) não conhecemos.

bjs

Dra. Cristiane Marino 21 de outubro de 2014 21:59  

Oi Paula, nossa, adorei o post!
Que lugar maravilhoso...
Sempre quis conhecer o Solo Sagrado, mas é tão longe, não sabia se havia onde comer e etc., com suas dicas fiquei animada.
Que paz deve haver nesse lugar. Obrigada por compartilhar.
Fiquei muito feliz com sua visita, que bom que gostou da minha dica de reciclagem.
Bjs e ótima semana

Regina Melo-Jocknevich 22 de outubro de 2014 16:24  

Que passeio agradavel Paula, lugares como esse recarregam nossas energias e nos ajudam a manter um equilibrio - assim eu acho, e vc fez muito bem deixando o fogao de lado e sair passeando com seu Principe Encantado.

Senti um pouco desse calor desiquilibrado q anda fazendo por ai, estive em Minas visitando minha mae.

Back to TOP