Valentine's Day - sugestões de decoração de mesa

>> terça-feira, 29 de janeiro de 2013


No dia 14 de fevereiro comemora-se, no mundo inteiro, o Dia dos Namorados ou Valentine's Day (exceto no Brasil, para variar). Sabendo da angustiante ansiedade que assola os corações apaixonados para tornar a ocasião perfeita, preparei esta postagem com minhas peripécias em decoração de mesas para 2.

Espero ajudar na inspiração dos enamorados. Lembrem-se, porém, que: seja em um jantar, café da manhã ou até um picnic, o essencial é demonstrar ao amado(a) a importância que ele(a) tem em sua vida.

Clicando no título verde acima das imagens, abre-se o link da postagem com mais fotos do tema.

Aos corações apaixonados, sejam eles namorados ou casados, desejo boa comemoração e muito amor!

Beijos
Paula


Sugestões de decoração de mesa para o
Dia dos Namorados
Table decorations for the Valentine's Day


Almoço Mar - decoração que confere um clima de praia e Verão. Para os que 'catam' conchinhas nas praias e levam-nas para casa, mãos à obra!













Almoço branco - decoração clássica que traz paz e tranquilidade para a ocasião.



Almoço japonês ou Almoço Xing Ling - uma forma divertida e colorida de servir comida japonesa ou chinesa.




























Almoço Vermelho e Verde - bem romântico e tradicional. O arranjo é fácil, prático e barato para preparar. Bastam poucas flores e alguns copos.
































Almoço com pétalas de Rosas à luz de velas - também muito fácil e rápido de preparar. As pétalas podem ser coloridas. Poucas pétalas das rosas já conferem um efeito colorido à mesa.




























Almoço Preto & Branco - inspirado no lindo jantar da Katia, do Casos e Coisas da Bonfa
A foto é de um almoço aqui em casa; mas clicando no título, você poderá conferir que lindo jantar a Bonfa preparou.




























Happy Hour para 2  - aos que não tem tempo de ir para a cozinha e nem tem muito espaço em casa; esta sugestão é ideal. Basta comprar os itens no supermercado e arrumar tudo em uma mesa de centro ou mesa de apoio.
























Picnic - para quem gosta de um clima mais bucólico e estar entre as árvores. Cuide, porém, de levar o estritamente necessário para não carregar muita coisa. Os arranjos tanto das flores lilás quanto dos galhos verde-prateado são artificiais.





























Café da manhã 
Pode ser um brunch também. Para não ter que acordar muito cedo, deixe a decoração da mesa preparada na noite anterior. Compre itens que possam ficar de um dia para o outro na geladeira, como frutas e frios. É melhor usar pães industrializados como bisnaguinhas, pão de forma e grissinis. Assim, no dia seguinte basta dispor as comidinhas na mesa e comer, devagarinho, de pijama e com amor.


























Feliz Valentine's Day!

©©©©©

Read more...

Escondidinho de frango com mandioquinha e creme de ricota

>> domingo, 27 de janeiro de 2013

Gosto bastante de mandioquinha, também conhecida como batata baroa, sendo aqui em casa ingrediente frequente, variando apenas na forma do prato. Como creme, em sopas ou purês, ainda não havia experimentado no Escondidinho. Sem dúvida o sabor conquistou meu paladar no primeiro bocado!




Escondidinho de frango com mandioquinha e creme de ricota

Ingredientes
1 peito pequeno de frango cozido e desfiado
1 cebola pequena
3 mandioquinhas grandes
1 pote de 250 gr de creme de ricota (usei da Tirolez)
quanto baste de queijo parmesão ralado
sal
pimenta do reino a gosto
azeite


Modo de preparo
1. Cozinhando o peito de frango: coloque o frango com pele e osso em uma panela com água o suficiente para cobri-lo. Leve a panela tampada ao fogo. Quando a água ferver, tempere com sal, pimenta do reino e um fio de azeite. Deixe o frango fervendo por cerca de 30 minutos. Desligue o fogo. Retire o peito de frango da água para esfriar, pode descansá-lo sobre uma tábua de carne. Reserve.
2. Cozinhando a mandioquinha: coloque as mandioquinhas em uma panela com água o suficiente para cobri-las. Leve a panela ao fogo para ferver. Quando a água ferver, observe o ponto de cozimento das mandioquinhas espetando-as com um garfo. Elas estarão prontas quando, ao espetar com o garfo, este afunde suavemente pela mandioquinha - sem fazer força. Estando as mandioquinhas bem cozidas, em ponto de purê, desligue o fogo e reserve. 
3. Volte ao frango que já deve estar frio e desfie-o inteiro. 
4. Volte às mandioquinhas, descasque-as e amasse-as bem, como um purê. Tempere-as com sal, a gosto.

Montando o escondidinho:
1. Em um refratário com dimensões aproximadas de 20cm x15cm, espalhe o purê da mandioquinha pelo fundo; depois,
2. espalhe todo o frango desfiado, por sobre o purê da mandioquinha.
3. Coloque colheradas da pasta de ricota sobre toda a camada do frango, e espalhe delicadamente.
4. Sobre a camada de ricota, polvilhe o queijo parmesão ralado.

Leve ao forno médio por aproximadamente 20 minutos. Observe quando o queijo parmesão derreter e criar uma crosta levemente dourada. Retire do forno. Aguarde alguns minutos para esfriar levemente, já que o Escondidinho mantém a temperatura quente por bastante tempo. Sirva morno.

Sugestão de aproveitamento: a água de cozimento do frango pode ser utilizada em uma sopa com cenoura, vagem e batata. 

~.~
Beijos e uma ótima semana!
Paula




Read more...

Praia deserta em São Paulo - sim, isso existe!

>> domingo, 20 de janeiro de 2013

São Paulo, a cidade onde moro, tem cerca de 19 milhões de habitantes. Segundo o Wikipedia, é a quarta maior aglomeração de habitantes do mundo. São Paulo não tem praias, mas algumas ficam a 40 minutos daqui. Essa distância é considerada "perto" para desfrutar do mar e areia. 


Tanto é que nos meses de janeiro, fevereiro e março os assuntos que mais ouve-se falar sobre o litoral paulistano são trânsito, filas nos estabelecimentos e falta de água. Os recursos locais das cidades praianas não atendem a demanda. Vocês podem imaginar a quantidade de pessoas “da cidade” que migram para estas praias mais próximas durante as férias de Verão? 

Contrastando com esse cenário, em outra parte do litoral do Estado de São Paulo, existe sim um lindo recanto costeiro. Trata-se do litoral Norte paulista. Entre Ubatuba e Paraty, lá estão elas, as praias desertas, selvagens, lindas e românticas. Roteiro obrigatório para quem aprecia a natureza quieta, inabitada. 

O local é tão encantador, que sempre que possível eu e o Príncipe Encantado “escapamos” para lá. Até mesmo no Inverno. É nosso refúgio. Nos hospedamos em uma acanhada pousada com capacidade máxima de 6 apartamentos, que utilizamos apenas para dormir. O resto do tempo contemplamos a exuberante beleza da Mata Atlântica. 

O lado direito da praia que frequentamos...


...e o lado esquerdo. 

Como inexiste estabelecimento comercial em qualquer extensão da praia, ela é composta puramente do mar, da areia e de vegetação. Não precisamos levar guarda-sol à beira mar porque as árvores nos presenteiam com sua sombra para nos abrigarmos.


Logo atrás da praia está o rio. Por isso, nesse recanto natural, a natureza nos permite escolher entre banho de água salgada ou banho de água doce. 




Não utilizamos automóvel para nos locomover. Andamos ao longo de toda a Vila. Preservada pelos moradores e frequentadores. Lá, encontramos rica diversidade de fauna e flora. 



Quando não queremos ficar na beira mar, caminhamos poucos metros por esta estrada de areia e chegamos a esta parte do rio. 



Este é o nosso canto no rio.

A cadeira da Executiva de Panela e de seu esposo, o Príncipe Encantado.

Esta parte do rio é extraordinária. Trata-se do encontro dele com o mar.


Esta região do litoral Norte do Estado de São Paulo que lhes mostro inicia-se em Ubatuba. Compreende as praias Itamambuca, Félix, Vermelha, Promirim, Poruba, Estaleiro, Fazenda, Almada e Picinguaba. 

Paraty – RJ 

Muito próxima ao litoral Norte de São Paulo está Paraty, já no Estado do Rio de Janeiro. Também litorânea, Paraty tem seu charme todo especial por abrigar parte da história colonial do Brasil. Segundo o Wikipedia, "a cidade foi, durante o período colonial brasileiro (1530-1815), sede do mais importante porto exportador de ouro do Brasil".Quando estamos por lá, sempre visitamos Paraty por sua diversidade gastronômica, lojas de artesanato e arquitetura. Por lá é muito comum encontrar turistas estrangeiros, principalmente europeus. 








A quem tiver oportunidade, vá conhecer esta parte do Brasil. A natureza é muito exuberante, e reflete uma exótica e selvagem beleza. Esta região do Estado do Rio de Janeiro também é espetacular! 

~.~

Boa semana a todos!
Beijos
Paula



Read more...

Bolo de chocolate - um eterno prazer!

>> sábado, 12 de janeiro de 2013

A receita de hoje é da Renata, do Eternos Prazeres - um blog de receitas, viagens, cultura, humor, reflexão, familia, trabalho... Todos estes temas tratados de forma original e bonita. Já aprendi muito lá. Quanto à Renata... que mulher formidável. Gosto demais da forma que ela escreve: dinâmica, cheia de conteúdo e com opinião!

O bolo de chocolate está neste post aqui.  De preparo facílimo, supera todas as expectativas. Ah, quando o fizer, garanta o seu pedaço; pois o pessoal devora rapidinho.





Bolo de chocolate do Eternos Prazeres

04 ovos
01 copo (300ml) de óleo de milho ou similar
01 copo (300ml) de leite
01 copo de açúcar
01 copo de chocolate em pó

Bater estes ingredientes no liquidificador. Reservar.

Em uma vasilha, peneirar:
02 copos de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó


Aos poucos - para não empelotar - despeje na vasilha a mistura do liquidificador. Misture sempre, levemente.

Ao terminar, coloque a mistura em forma untada com manteiga e farinha de trigo, leve ao forno médio de aproximadamente 220º, por mais ou menos 30 minutos.

~.~

Um grande beijo a todos!
Paula

Read more...

Mousse de pêssego em calda

>> segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Geralmente nos finais de ano algumas empresas presenteiam com cestas de Natal. Sempre fico feliz não só quando ganho estas cestas mas também todas as outras guloseimas da época como panetones, chocolates, bolos natalinos, etc. Sendo somente eu e meu esposo aqui em casa, compartilho estes ganhos com familiares, colegas de trabalho e funcionários do prédio onde moro... Enfim, a fartura é divida.

Alguns itens mantenho comigo. No ano passado, muitos destes itens acabaram esquecidos na despensa por meses. Para não repetir o mesmo neste ano, pesquisei blogs, sites e livros de culinária. Encontrei diversas receitas apetitosas. Consegui preparar algumas delas e mostrarei a vocês, dando início à série de postagens: "O que fazer com itens da cesta de Natal?"

Para hoje, a receita é de uma mousse de pêssego em calda - ingrediente bastante comum das cestas de Natal. Adaptei a receita daqui. Aerada, gelada e com um suave sabor da fruta, esta mousse é boa opção para os dias quentes. Além do preparo ter sido simples e rápido, o resultado agradou bastante ao pessoal aqui de casa.




Mousse de pêssego em calda

Ingredientes

1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 lata de pêssego em calda, sendo
1 pacote de gelatina de abacaxi
250 ml de água quente (não deixe a águar ferver, para que a gelatina dê liga)

Modo de preparo

Bata no liquidificador o leite condensado, o creme de leite e a mesma medida da calda do pêssego Acrescente metade dos pêssegos e bata novamente. Dissolva a gelatina na água quente e junte à mistura do liquidificador, batendo bem. Por último, corte o restante dos pêssegos em pedaços bem pequenos e apenas acrescente à mistura, sem bater. Guarde 1 banda de pêssego para enfeitar a mousse. Coloque em forma untada com margarina sem sabor e sem sal. Leve à geladeira por aproximadamente 5 h e depois desenforme.

~.~

Boa semana a todos!
Paula



Read more...

Natal japonês

>> quarta-feira, 2 de janeiro de 2013


Nem peru, nem chester, nem tender; aqui em casa foi um... Natal japa!


Claro que gostamos de todas as comidas que a temática natalina proporciona. Excepcionalmente neste ano, porém, deu vontade de comer algo mais leve - talvez pelo calor intenso que anda fazendo. Optamos por peixe e, de repente, me inspirei a fazer uma decoração japonesa na mesa. Já tinha todos os itens aqui em casa e o minimalismo da decoração japonesa colaborou muito para o resultado de uma mesa colorida e simples. Quanto ao menu, não foi nada japa... Preparei peixe no papelote - receita brasileira mesmo... E fiz assim:

Peixe no papelote (papel alumínio)

Cortei uma folha de papel aluminio em tamanho A4. No meio da folha dispus rodelas de cebola roxa (para o peixe não grudar). Deitei 2 filés de pescada sobre as rodelas. Note que os filés foram previamente temperados com sal, pimenta do reino e algumas gotas de limão. Sobre os filés dispus alcaparras, cogumelos fatiados e tomatinhos uva. Reguei generosamente com azeite. Fechei a folha de papel alumínio, fazendo uma trouxinha. Levei ao forno por 20 minutos e pronto! Para servir, dispus a trouxinha fechada no prato quadrado grande, da foto acima.

peixe no papelote, antes de ir ao forno

Beijos e um Ano Novo de saúde e paz!

Paula

Read more...

Back to TOP