Filé de pescada com molho de limão

>> domingo, 30 de setembro de 2012


O sacolão aqui perto de casa tem um bom fornecedor de peixes. Até agora não me decepcionei com os peixes que comprei lá. Sou grata por isso porque sou bastante desconfiada em relação às peixarias da cidade de São Paulo já que não temos rios limpos nem mar. Portanto, os peixes que vemos em supermercados e peixarias não são daqui e não são frescos.
 
Sempre pensei muito na logística e manipulação que houve até o peixe chegar a um supermercado ou peixaria daqui. Por outro lado, comprar peixe congelado e industrializado foi decepcionante para mim. Fiz isso uma só vez para nunca mais, pois eles são sem gosto e de textura emborrachada.

Aliás, em se tratando de carnes congeladas, evito. Já fiz vários testes e seja carne de peixe, ave ou de boi, é o frescor da carne que garante o sucesso da receita. O sabor e textura da carne fresca é muito superior ao da congelada. 
 
Minha dica para que um prato com carne seja bem sucedido é usar carne fresca e de um bom fornecedor.

Agora, vamos aos filés!


Filé de pescada grelhado

Ingredientes

filé de pescada, o quanto baste (usei só 4 porque aqui em casa somos um casal)
1 ovo
1 xícara de farinha de trigo
1 xícara de farinha de rosca
Sal
Pimenta
1 limão


Deixei os filés de pescada descansando por uns 15 minutos em uma travessa, regados em limão, sal e pimenta do reino. Sequei-os bem com papel toalha e repousei-os sobre uma tábua de bater carne. Misturei o ovo inteiro em uma tigelinha pequena e, com a ajuda de um pincel culinário, pincelei o ovo na frente e verso dos filés mantendo-os sempre na tábua. Em um prato coloquei a farinha de trigo e passei os filés um a um, frente e verso, pela farinha. Tudo bem delicadamente para não encharcar os filés nem de ovo e nem de farinha. Ainda mantendo os filés sobre a tábua de carne, polvilhei a farinha de rosca sobre os eles, frente e verso. Nesta parte, apenas polvilhar a farinha de rosca sobre eles é o suficiente para que, ao grelhá-los, a textura crocante fique mais suave. Com um fio (generoso) de azeite reguei uma frigideira bem quente (bem quente mesmo) e grelhei os filés frente e verso.
 
 
Molho de limão
 
Inspirei-me na receita do molho de limão do site da Nestlé. Mas achei que a quantidade de creme de leite indicado na receita era demasiada. Além disso, minhas experiências com creme de leite fresco sempre são bem sucedidas, resultando em pratos mais leves e mais saborosos. Por isso, na minha versão do molho utilizei creme de leite fresco e uma quantidade beeem menor do que indicava a receita da Nestlé. O resultado foi um molho leitoso porém consistente, com suave sabor de limão! 
Ingredientes
 
1/2 colher de sopa de margarina light 
1 colher sopa de farinha de trigo 
1 xícara e meia (chá) de leite desnatado 
1 colher (chá) de sal 
3 colheres (sopa) de suco de limão 
1 colher de sopa de creme de leite fresco
 

Modo de preparo

Em uma panela, aqueça a margarina e doure a farinha de trigo.  Junte o leite e misture bem, até engrossar. Misture o sal e o suco de limão. Desligue o fogo e misture o creme de leite fresco até ficar homogêneo.
 
 
Sirva o molho sobre os filés de peixe.
 
~.~
 
Uma linda semana a todos!
Paula
 
 


 

Read more...

Bolo de laranja

>> domingo, 23 de setembro de 2012


Um bolinho singelo, simples... Mas de sabor delicado e textura macia.

Pela sua delicadeza, é o bolinho que levaria em um encontro com amigas. Até imagino como seria o encontro: conversaríamos sobre ternura, coisas bonitas e momentos na vida que são cheios de poesia. Caso houvesse a lembrança de momentos difíceis, seria apenas para que pudéssemos compartilhar umas com as outras o aprendizado obtido através da experiência.

E as amigas? Ahhh... Seriam aquelas blogueiras com quem temos tanta sintonia, mesmo sem as conhecer pessoalmente; e também aquelas amigas de longa data que sempre – sempre mesmo – dão seu ombro aconchegante e palavras de ânimo nos momentos difíceis.

Ahhh... Estas mulheres especiais... Quantas surpresas boas elas me dão! 


Bolo de laranja
extraído do livro Dona Benta, 76ª edição

Ingredientes

½ xícara (chá) de manteiga
½ xícara (chá) de açúcar
4 ovos separados
Casca ralada de uma laranja
½ xícara (chá) de suco de laranja
1 e ½ xícara (chá) de farinha de trigo
½ xícara (chá) de maisena
1 colher (chá) de fermento em pó


Modo de preparo

Bata as claras em neve e reserve. Bata bem a manteiga com o açúcar; adicione as gemas, a casca ralada e o suco de laranja. Diminua a velocidade da batedeira e adicione a farinha, a maisena e o fermento. Bata bem até a massa ficar lisa e macia. Desligue a batedeira e incorpore as claras em neve com a ajuda de uma colher de pau ou pão-duro. Leve ao forno, para assar, em forma untada só com manteiga. Em forno de 180º, levou 40 minutos para ficar pronto.

~.~

Desejo uma linda semana!
Paula

Read more...

Sagu com especiarias

>> domingo, 16 de setembro de 2012

Amigas blogueiras, desculpem-me pela ausência de comentários em seus blogs. Após minhas férias, novas experiências profissionais e pessoais surgiram. Graças a Deus estou na mesma empresa e tudo em casa também se mantêm. Mesmo assim, é um momento completamente novo para mim: estou lidando com novas funções e tarefas. Tenho fé de que os frutos serão gloriosos, pois são novos (e bons) aprendizados.

A adaptação a esta  nova fase exige bastante dedicação. O tempo ficou curto e não estou conseguindo acessar a blogosfera com tanta frequência. Estejam certas, porém, de que sempre que possível estarei visitando-as.

A sobremesa de hoje foi feita em homenagem ao meu pai. Sou filha de pais separados e, devido a isso, tenho visto meu pai bem menos do que gostaria. Entretanto, em momentos de saudades, me consolo com as felizes memórias da minha infância, em que meu pai teve participação integral e fundamental. Foram muitos passeios em parques, museus, eventos culturais e viagens. Mas, sobretudo, meu pai transmitiu a mim e aos meus irmãos excelentes valores e educação! Obrigada por tudo, pai!

Quanto ao Sagu, é uma das sobremesas de minha infância, que meu pai gostava muito! Hoje apresento uma versão minha, com vinho, suco de uva e especiarias.


Sagu com especiarias

Ingredientes para a calda
250 ml de vinho tinto doce
500 ml de suco de uva concentrado
250 ml de água
5 paus de canela
10 cravos
Açucar a gosto (não usei) – prove o açucar da calda antes de incorporá-la ao sagu

Modo de preparo da calda:
Leve ao fogo médio uma panela com o vinho tinto, o suco de uva, a água, a canela e os cravos. Quando iniciar fervura, desligue o fogo. Reserve. Prepare o sagu. Antes de incorporar a calda ao sagu, retire os paus de canela e os cravos.


Ingrediente para o sagu
250 g de sagu de mandioca
2 ½ litros de água

Modo de preparo do sagu
Primeiro: esqueçam tudo o que vocês lêem nas embalagens de sagu, porque o modo que os fabricantes ensinam faz o sagu virar uma papa. O sagu deve ir ao fogo em água fria e ir cozinhando, em fogo baixo. Então, vamos lá: em uma panela grande, coloque a água e o sagu. Leve-o ao fogo baixo SEM MEXER. Mexa o sagu só de vez em quando para evitar que grude no fundo da panela. Porém, mexa o mínimo possível porque o sagu solta muito amido de milho e se mexê-lo muito vira uma papa. Quando a maioria das bolinhas ficarem transparentes, desligue o fogo. Retire o sagu da panela, colocando-o em outra travessa. Coloque essa travessa com o sagu sobre uma forma cheia de água fria e bastante gelo, para dar um choque térmico no sagu. Esse choque térmico serve para interromper o cozimento do sagu. Adicione a calda ao sagu, incorporando-os levemente. Leve à geladeira para resfriar. Sirva-o gelado.
~.~

Beijos a todos, tenham uma linda semana

Paula




Read more...

Back to TOP